Instalação hidráulica como fazer

casa_banheiro_319 width=180

Instalação hidráulica

A instalação hidráulica de uma residência pode-se esquematizar da seguinte maneira:
1) Coletor de chegada das águas da rede de distribuição.
2) Comporta de exclusão para fechar a água ao grupo de casas em caso de avarias ou modifi-cações.
3) Registro para medir a água utilizada,
4) Comporta colocada depois do registro para poder desmontá-lo sem necessidade de esvaziar toda a instalação (é óbvio que neste caso fecha-se também a comporta antes do registro).
5) Torneira de expurgo colocada depois da comporta que é usada quando se quer esvaziar toda a instalação.
6) Montantes e derivações para a distribuição da água aos vários apartamentos. Toda derivação deverá ser munida de válvula de retenção a fim de permitir o fluxo da água apenas na direção da utilização.

A ligação à rede (itens 1-5) é oportuno que se faça de forma definitiva no início dos trabalhos para não ser necessário pagar uma ligação provisória para a utilização dos canteiros de obras. As torneiras, as válvulas e as tubulações devem ser proporcionadas à pressão da água.

Caso a casa seja mais alta, aplica-se uma bomba centrífuga ou constrói-se uma caixa subterrânea.

A bomba aumenta a pressão da água e por isso permite-lhe subir mais alto; não se tem, contudo, uma reserva de água como ocorre, ao contrário, no caso da caixa subterrânea, em que a bomba mantém em pressão um reservatório.

A instalação com registro pressupõe um registro para toda a casa.

Existem registros volumétricos, os quais medem o volume da água que passa e registros de velocidade, os quais medem sua velocidade. O mostrador do registro pode ser a seco ou imerso no líquido; os registros com mostradores imersos são mais indicados para os casos em que se use a água quente.

Tags: , , ,

Categoria: Tubos e Conexões

Deixe seu comentario